Escola Kids

Guerra Fria

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Guerra Fria A Guerra Fria dividiu vários países em capitalistas e socialistas

O século XX foi bastante conturbado para humanidade em relação ao número de conflitos. Foram duas guerras mundiais e milhões de pessoas foram vitimadas pela disputa política e econômica entre os países ricos do planeta. A disputa pelo poder mundial pode ser entendida como o foco principal da rivalidade que levou vários países a praticar violência em busca de seus objetivos. Contudo, um confronto chamou atenção nesse cenário pelo fato de ter acontecido no campo das ideias ou das ideologias, que foi a Guerra Fria.

Guerra fria foi o nome dado a um confronto político-ideológico entre Estados Unidos e União Soviética depois da Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945). O termo “Fria” foi relacionado a essa guerra porque não houve um conflito direto entre os principais países envolvidos. Essa disputa entre Estados Unidos e União Soviética envolveu questões políticas, econômicas, tecnológicas e culturais.

O mundo ficou dividido entre duas ideologias durante a Guerra Fria: socialismo e capitalismo. Os países capitalistas foram liderados pelos norte-americanos, que se tornaram uma das principais potências mundiais na década de 1940. Do outro lado, os países socialistas foram liderados pelos soviéticos que também representaram uma forte economia no mundo.

Os Estados Unidos para conseguir alianças políticas desenvolveram uma política de financiamento da reconstrução dos países derrotados na 2° Guerra Mundial. Entre as políticas elaboradas pelos norte-americanos para conter o avanço socialista destacou-se o Plano Marshall, criado pelo secretário de Estado George Marshall, com o objetivo principal de arquitetar alianças contra o regime soviético.

A União Soviética também realizou práticas políticas com o objetivo de aumentar o avanço socialista. O Kominform foi um grupo político encarregado de fortalecer os laços entre os principais partidos políticos socialistas do mundo. Além disso, seu objetivo também era impedir o crescimento do sistema capitalista, principal concorrente na luta pela soberania mundial. Essa política anticapitalista dos soviéticos ficou conhecida como Cortina de Ferro, simbolizando os países que faziam parte do socialismo.

A Guerra Fria estendeu-se até 1989, gerando conflitos indiretos, como foi o caso da Guerra da Coreia e da Alemanha que ficaram divididas entre capitalismo e socialismo. O final do conflito foi marcado pela queda do Muro de Berlim, responsável por dividir por várias décadas a sociedade alemã em capitalista e socialista, e pela chamada Perestroika, que tirou do poder os governantes socialistas da União Soviética. Dessa forma, a ideologia do capitalismo prevaleceu sobre a ideologia do socialismo e os Estados Unidos conseguiram manter-se como potência mundial.


Por Fabrício Santos
Graduado em História

Avaliação

10.0

Participação: 1 Comentário

Avaliação:

Se você quer comentar também Clique aqui


    Escola Kids

    R7 Educação